Novo compacto Citroën C3 vem com nova motorização Pure Tech


O novo compacto premium da Citroën do Brasil, o C3, esta-rá disponível em junho nas concessionárias da marca em todo o país. O modelo vem equipado com a nova motorização PureTech, seguindo a estratégia de downsizing – que prevê motores menores e mais eficientes – iniciada com sucesso no sedã C4 Lounge.
Mais econômico e com menor emissão de poluentes, o novo motor 1,2 litro flexível e três cilindros chega nas versões Origine, Attraction e Tendance substituindo o motor 1.5 Flex. O modelo tem preço a partir de R$ 46.490,00 (com frete incluso).
Beneficiado por tecnologias de última geração – como o sistema de partida a frio com aquecimento no injetor (elimina o “tanquinho”), duplo comando de válvulas variável, sistema de arrefecimento Split Cooling, bomba de óleo variável, coletor de escapamento integrado ao cabeçote, entre outros -, o novo motor PureTech 1,2l Flex tem o melhor nível de consumo entre os motores existentes no mercado. Em comparação com o motor anterior, o PureTech proporciona uma redução de consumo de combustível de até 32% em trânsito urbano, permitindo ao modelo até 16,6 km/l na estrada e a classificação “AAA” no programa “Etiqueta Nacional de Conservação de Energia”, do Inmetro.
Com o novo motor, o C3 também ganha em agilidade no trânsito urbano, graças à sua ampla disponibilidade de torque (127 Nm a 2.750 rpm) e potência (90 cv a 5.750 rpm).
A lista de conteúdos do carro inclui Central Multimídia com tela touchscreen de 7 polegadas (com diversas tecnologias de conectividade, como o Mirror link, o Car Play e o Link MyCitroën), o inova-dor para-brisa Zenith (que possibilita aumento do ângulo de visão em 80°), as luzes diurnas de LED (verdadeira assinatura estilística do carro), a moder-na direção elétrica, entre outros equipamentos.

Foto: Divulgação

Versão esportiva do Subaru Forester vem com motor de 280 cv


A partir do mês de junho, o mercado australiano contará com a presença do SUV Subaru Forester, em uma nova versão esportiva. Batizada de tS, a variante foi preparada pela divisão de competição Subaru Tecnica International (STI) da montadora japonesa e recebeu um total de 28 alterações, com produção limitada a 300 exemplares, cada um com preço de US$ 39.705.
No visual, o Subaru Forester tS se diferencia pela grade dianteira com acabamento em preto, friso vermelho e o emblema STI no lado direito, spoilers, saias laterais, capas dos retrovisores e rack de teto em preto e rodas de liga-leve Enkei de 19 polegadas.
O interior recebeu volante, manopla de câmbio, bancos e portas revestidos em couro, com costuras vermelhas e emblemas STI, além de forro do teto escurecido.
O motor que equipa o esportivo é o 2.0 litros boxer turbo de quatro cilindros, que rende 280 cavalos de potência (ou 40 cv a mais) e 35,7 kgfm de torque, acoplado a uma transmissão automática do tipo CVT e tração nas quatro rodas.
A suspensão do modelo traz alterações, com 15 mm a menos na altura em relação aos modelos convencionais.

Foto: Divulgação

Mustang é eleito o “carro esportivo do ano” na França


Uma premiação da famosa revista L’Automobile, da França, elegeu o Ford Mustang o “Carro Esporte de 2016”. O modelo conquistou este título com o voto de mais de 9.200 leitores que participaram da tradicional eleição da publicação francesa. Esta é mais uma premiação na lista que o “muscle car” tem acumulado no continente europeu desde o seu lançamento no final do ano passado.
“O Mustang é muito popular na França e muitas pessoas querem dirigir um”, disse Bertrand Lessard, diretor-geral da Ford na França, ao receber o prêmio durante uma cerimônia oficial no Pavillon Royal em Paris. “Este novo prêmio mostra o quanto o Mustang é admirado em todo o mundo.”
Já no ano do seu lançamento, o Mustang de nova geração conquistou a posição de cupê esportivo mais vendido do mun-do, mostrando excelente aceitação em diferentes regiões do globo. Além de Estados Unidos, Canadá e México, a sua procura tem surpreendido em mercados importantes como Reino Unido, Alemanha, China e Austrália. O carro traz uma série de inovações que combinam tecnologias avançadas, como o motor EcoBoost, e um design que renova o seu carisma de ícone de desempenho e esportividade.

Nissan Sentra ganha novo design e mais equipamentos de série


Novidades de design e tecnologias inovadoras marcam a chegada da linha 2017 do Nissan Sentra. O modelo que ganhou um ar mais esportivo é oferecido pelos valores de R$ 79.990 (versão S com câmbio CVT) e R$ 84.990 (SV CVT) e R$ 95.990 (SL). Por dentro, o Nissan Sentra 2017 também traz novidades, como o quadro de instrumentos TFT (Thin Film Transfer) e equipamentos novos de som e de segurança, com a introdução do Safety Shield, que reúne três avançados sistemas de segurança: Alerta de Ponto Cego (Blind Spot Warning – BSW), Alerta de Colisão Frontal (Forward Colision Warning – FCW) e Alerta de Tráfego Cru-zado Traseiro (Rear Cross Traffi c Alert – RCTA).
A marca reforçou o nível de equipamentos de série em todas as versões.
O modelo de entrada S troca o câmbio manual pela transmissão continuamente variável CVT e também passa a ser equipado com sistemas de controle de estabilidade e tração (VDC), equiparando-se às versões intermediária SV e topo de linha SL. Passam a fazer parte do pacote de itens de série ainda o retrovisor foto cromático, o novo rádio com display de 5 polegadas, o sensor de estacionamento e os faróis com acendimento automático (antes dispo-nível somente para a SL).
O pacote de acabamento SV vem com rodas aro 17 com novos desenhos, além da câmera de ré, navegação por GPS e plataforma de conectividade Nissan Connect, todos com informações visualizadas na tela de 5.3 polegadas. As novidades para a versão SL são o banco do motorista com ajustes elétricos do assento e lombar; sistema de som Bose com quatro alto-falantes; dois tweeters e dois subwoofers; quadro de instrumentos Fine Vision com TFT; os citados sistemas de segurança inovadores que compõe o Safety Shield; retrovisor interno com bússola e novas rodas com design esportivo. Toda a linha está disponível com as novas cores vermelha e cinza metálicas, que se juntam ao branco perolizado, preto sólido e prata metálico.

Nova geração do Fluence e Alaskan podem chegar ainda em 2016


A Renault vai lançar ainda em 2016 a segunda geração do sedã Fluence e a inédita picape média Alaskan. A confirmação foi feita pela própria marca, durante uma reunião com acionistas realizada na ultima semana. Além dos dois modelos, a fabricante confirmou um crossover para o segmento “B” e a versão de sete lugares da nova geração da minivan Scenic.
O novo Renault Fluence será uma versão sedã da quarta geração do Me-gane, revelado pela empresa no fi nal do ano passado. Além do Fluence atual, o novo modelo vai substituir o Megane Sedan no mercado europeu. O sedã será construído a partir da plataforma modular CMF e, pelo menos no velho- -continente, terá motores TCe a gasolina de 100 cv, 130 cv e 205 cv, e dCi a diesel de 90 cv, 110 cv e 130 cv.
Já a Renault Alaskan será a versão de produção do conceito de mesmo nome mostrado pela montadora no Salão de Paris do ano passado. A nova picape média terá como base a nova geração da Nissan Frontier, com capacidade de carga para 1 tonelada, e motores biturbo de quatro cilindros a diesel, com até 165 cv, os mesmos das vans Master.
Ainda não se sabe, porém, quando o novo Fluence chegará ao mercado brasileiro, enquanto a Alaskan tem estreia prevista para meados de 2018, com produção na planta da Renault-Nissan em Córdoba, na Argentina, ao lado da Frontier e também de uma picape inédita da Mercedes-Benz.

Toyota Corolla comemora 50 anos com edição especial do Axio


Para comemorar os 50 anos do carro mais vendido na história mundial do automóvel, o Toyota Corolla, a marca japonesa prepara uma edição especial do Axio, uma das variantes do modelo que teve sua estreia mundial em 1966.
Na edição especial de 50 anos, o Corolla Axio apresenta grade inferior hexagonal com acaba-mento exclusivo, faróis de LED, novas rodas de liga leve aro 15 (AWD) ou 16 (FWD), saias laterais, emblema comemorativo, entre outros.
Por dentro, bancos em couro e tecido, além de botão de partida e acaba-mento em preto brilhante.
A costura dos assentos é branca, ao passo que na Fielder, são vermelhos. A padronagem na perua também agrega outros detalhes na mesma tonalidade. Nos dois casos o motor é 1.5 a gasolina, tendo ainda versão Hybrid 1.5 e caixa Super CVT. Os preços variam de 1,9 a 2,4 milhões de ienes.

FJ Cruiser sairá de linha em agosto


Lançado em 2006 como uma releitura do clássico Land Cruiser, que aqui no Brasil é conhecido como Bandeirante, o Toyota FJ Cruiser vai se despedir do mercado em agosto, depois de 10 anos de sua estreia. A ideia surgiu em 2003 como um conceito e ganhou força sufi ciente para entrar em produção.

Equipado com motor V6 4.0 de 270 cv e 38,6 kgfm, o Toyota FJ Cruiser era um SUV bem diferente e voltado para um segmento de nicho, onde os saudosistas poderiam ter um utilitário novo com ares do passado.

Com versões manual ou automática, além de tração 4×2 ou 4×4, o Toyota FJ Cruiser nunca foi vendido ofi cialmente no Brasil, mas não é impossível ver alguns exemplares circulando pelo país, importados de forma independente.

Novo Civic 2017 com pacote Black Pack é lançado na Austrália


O Novo Civic 2017 ganhou um pacote de estilo chamado Black Pack, que deixa o sedã médio da Honda com um visual mais esportivo, mas apenas na Austrália. Aguardado no Brasil, o modelo já foi flagrado na Oceania há algum tempo e vem chamando a atenção no mercado.
Com o Black Pack, o Novo Civic adiciona rodas de liga leve aro 17 polegadas na cor preta, grade em preto brilhante, spoilers no para-choque, retrovisores em preto, saias laterais de mesma tonalidade e defletor de ar traseiro. O pacote custa o equivalente a US$ 3 mil.
Por lá, o Honda Civic 2017 é vendido com motores 1.8 de 141 cv e 17,7 kgfm ou 1.5 Turbo com 173 cv e 22,4 kgfm, ambos equipados com transmissão manual de seis marchas ou CVT. Aqui, deve sair o 1.8 e ficar somente o 2.0, junto com o novo turbo com injeção direta flex.

BMW Série 7 ganha novo motor diesel 3.0 com quatro turbos e 400 cv


Já revelado no Simpósio de Motores de Viena, o novo propulsor B68 3.0 de seis cilindros diesel com quatro turbos, desenvolvi-do pela BMW, fi nalmente chega ao seu destino, os modelos 750d xDrive e 750Ld xDrive. As versões topo de linha do BMW Série 7 abaste-cidas com diesel agora entregam 400 cv a 4.400 rpm e 77,2 kgfm entre 2.000 e 3.000 rpm, sendo que 45,7 kgfm aparecem a partir de 1.000 rpm! O propulsor possui uma nova gestão eletrônica e o SCR (recirculação dos gases de escape) funciona tanto em baixa a alta rotações. Com transmissão auto-mática ZF de oito marchas e tração integral, os BMW 750d xDrive e 750Ld xDri-ve vão de 0 a 100 km/h em 4,6/4,7 segundos, tendo máxima limitada em 250 km/h. O consumo médio fi ca em 17,4/16,9 km/litro com 194/154 g/km de CO2, respectivamente.

Foto: Divulgação

Inmetro divulga o ranking dos veículos mais limpos e econômicos de 2016


O Inmetro divulgou o ranking de consumo de carros ano 2016 do Programa de Etiquetagem Veicular. Desta vez, todas as marcas participaram dos testes que exibem as informações completas sobre as emissões de poluentes como hidrocarbonetos, monóxido de carbono e óxido de nitrogênio. Nas pesquisas anteriores, apenas a emissão de gás carbônico era monitorada.
O nível de eficiência e de poluição é medido na comparação em uma mesma categoria – compactos com compactos, utilitários com utilitários, por exemplo. No geral, os modelos mais efi cientes são, nesta ordem, Toyota Prius, Peugeot 208, Ford Fusion Hybrid, Lexus CT200h e Volkswagen Up! TSI. Entre os microcompactos, o recém lançado Fiat Mobi já se destacou e recebeu o maior selo, o AA. Para os subcompactos, o destaque ficou para o Fiat Uno Evolution, que também obteve a nota máxima. Nos compac-tos, o Chevrolet Onix, Hyun-dai HB20, Renault Sandero e o Ford Ka são uns dos que englobam a lista com um bom resultado. Volkswagen Saveiro, Honda City, Ford Fiesta, e Toyota Corolla também fazem parte da classificação com excelência nos conceitos.
O Inmetro divulgou ainda que nenhum modelo con-siderado utilitário esportivo grande, fora de estrada, comercial ou picape ganhou o selo do Conpet de efi ciência energética. As piores notas possíveis ficaram para o Hyundai Tucson, Mitsubishi L200, Jeep Grand Cherokee, Audi Q5, entre outros. Os dados sobre eficiência energética e nível de emissão de gases além de estarem disponíveis no site do Inmetro, também podem ser acessados através do aplicativo para celular chamado Etiqueta-gem Veicular, compatível em Android e iOS.
Outros veículos leves a diesel, picapes convencionais e microcompactos passarão a receber, a partir de maio, etiquetas do Inmetro identificando o nível de eficiência e poluição. Desde o ano passado, as informações são atestadas e homologa-das pelo Ibama, de modo a evitar camuflagem nos dados por parte das montadoras. A manutenção do selo no carro até o momento da venda é obrigatória, e o consumidor pode acionar o Inmetro se a informação não estiver disponível.